Pular para o conteúdo principal

Doação de sangue pós Covid 19 / Dia Mundial do Doador de Sangue

Por conta da pandemia, o estoque dos bancos de sangue foi negativamente impactado, afetando muitas pessoas que precisam dessas doações, seja para grandes cirurgias, como transplantes, tratamento contra o câncer ou pacientes que estão tratando complicações da covid-19. Apesar dos avanços da medicina e das tecnologias, não existe medicamento que substitui as células do sangue. É por isso que esse gesto solidário é essencial.

O Ministério da Saúde avalia que houve redução de 15% a 20% em 2020 nas doações, devido à diminuição no número de pessoas circulando em razão da covid-19. Assegura, no entanto, que não houve desabastecimento nos estoques dos 107 hemocentros do país. 

De acordo com a pasta, os hemocentros brasileiros têm adotado todas as medidas de higiene necessárias para a contenção da disseminação do coronavírus e estão preparados para receber os candidatos à doação com segurança. 

O Ministério da Saúde, em conjunto com as redes estaduais, vem incentivando, desde o início da pandemia, a população a doar sangue, uma vez que o consumo é diário e contínuo.

São impedidos de doar sangue os diagnosticados com Covid-19, durante 30 dias após o fim dos sintomas. Já os que foram vacinados contra a doença com a CoronaVac, devem esperar 2 dias, e os com AstraZeneca/Oxford, 7 dias para realizar o procedimento, de acordo com informe técnico do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 do Ministério da Saúde.

No momento da doação, deve-se estar em boa condição de saúde e alimentado. O número de pessoas dentro do Banco de Sangue está limitado para não aglomerar pessoas, se possível, evite levar acompanhantes. 

Confira abaixo a lista com todas as restrições à doação de sangue:

ESTÃO IMPEDIDOS TEMPORARIAMENTE DE DOAR SANGUE:

– Pessoas com idade inferior a 16 e superior a 69 anos. Para realizar a primeira doação a idade limite é de 60 anos;

– Peso inferior a 50 quilos;

– Apresentar anemia no teste realizado pouco antes da doação;

– Estiver hiper ou hipotenso no momento da doação;

– Apresentar batimentos cardíacos irregulares;

– Estiver gripado, resfriado ou febril no dia da doação;

– Ser gestante e/ou lactante. (Está excluída dessa restrição a mulher que realizou o parto há mais de 12 meses.)

IMPEDIDOS DE MODO DEFINITIVO:

– Tiverem quadro de hepatite após os 11 anos de idade;

– Apresentarem evidência clínica e laboratorial de doenças transmissíveis pelo sangue, como hepatites B e C, HIV/Aids, doenças associadas aos vírus HTLV1  e 2 e doenças de Chagas;

– Forem usuários de drogas ilícitas injetáveis.

INTERVALOS ENTRE AS DOAÇÕES:

Mulheres: Período de 90 dias/ 3 doações nos últimos 12 meses;

Homens: Período de 60 dias/ 4 doações nos últimos 12 meses.

A Imovac é especializada em atendimento médico de alergia, imunidade e clínica de vacinação. Caso precise de mais informações, entre em contato com a nossa equipe.

Contato
Fale Conosco