Pular para o conteúdo principal
O que é a Vacina BCG?

A nome BCG, da Vacina BCG, vem da sua composição, que contém Bacilo de Calmette-Guérin. Esta vacina protege contra a tuberculose – uma doença grave que é transmitida pelo ar e que pode atingir todos os órgãos do corpo, mas principalmente os pulmões.

A vacina não tem 100% de eficiência na prevenção da tuberculose pulmonar mas a vacinação em massa permite a prevenção de formas mais graves da doença, como a meningite tuberculosa e a tuberculose miliar.

Quais doenças ela previne?

Tuberculose.

Como é aplicada?

Intradérmica.

Onde pode ser encontrada?

Ela pode ser encontrada na Imovac, com atendimento domiciliar, nas clínicas privadas de vacinação e nas Unidades Básicas de Saúde.

Indicação:

A rotina é fazer a vacinação a partir do nascimento até os 5 anos de idade. Há indicação de vacinar pessoas de qualquer idade que tenham tido contato com portador de hanseníase (lepra) e estrangeiros não vacinados que estejam de mudança para o Brasil.

Contraindicações da Vacina BCG:

Pessoas que apresentam quadro instável da resposta imunológica, recém-nascidos de mães que usaram medicamentos que possam alterar a resposta imunológica do feto durante a gestação e bebês prematuros até que tenham 2 kg de peso.

Possíveis Reações:

Reações muito comuns: cicatriz característica e esperada, com até 1 cm de diâmetro, no local em que foi aplicada, como rotina, no braço direito. Cerca de 5% dos vacinados não apresentam a cicatriz pós-vacinal ou apresentam reação discreta. Não é necessária a revacinação e esses indivíduos são considerados imunizados.

A resposta à vacina leva cerca de 3 a 6 meses, começando com uma mancha vermelha elevada no local da aplicação, evolui para pequena úlcera, que produz secreção até que vai cicatrizando.

Reações comuns: febre e calafrios, mal estar e dores musculares, úlceras com pouco mais de 1 cm ou que demoram mais tempo a cicatrizar, gânglios aumentados ou abscessos na pele e nas axilas.

Reações incomuns: reações alérgicas, erupções cutâneas, dor nas articulações, disseminação do bacilo da vacina pelo corpo, causando lesões em diferentes órgãos.

Reações raras: sangue na urina (hematúria macroscópica), contração da bexiga ou obstruções uretrais temporárias, infecções localizadas por BCG ou reações sistêmicas (incluindo hepatite ou pneumonia), febre acima de 39ºC, infecção sistêmica. É importante ressaltar que estas reações são raras e quando ocorrem devem ser notificadas ao serviço de vacinação que realizou o procedimento e ao Sistema de Vigilância de Eventos Adversos Pós Vacinais. Além disso, esses casos devem ser acompanhados e tratados por profissional médico durante sua evolução, até a sua regressão.

Cuidados antes, durante e após a aplicação da Vacina BCG:

Cicatriz: Na maioria das vezes, haverá uma reação no local da aplicação com posterior formação de cicatriz. Não há necessidade de utilizar medicamentos ou curativos, pois essa resposta é esperada e normal à vacina BCG.  

Revacinação: O Ministério da Saúde não recomenda mais a revacinação de crianças que não desenvolveram a cicatriz.

Dor: Lavar com água e sabão durante o banho.

Quantas doses tomar?

É indicada uma dose única de rotina a partir do nascimento até antes da criança completar 5 anos de idade.

A vacina também é recomendada para pessoas de qualquer idade que convivem com portadores de hanseníase (lepra) e estrangeiros ainda não vacinados e que estejam de mudança para o Brasil.

Tem alergia? Veja do que é feita a Vacina BCG:

A composição da BCG apresenta Bacilo de Calmette-Guérin, glutamato de sódio e a solução fisiológica (soro a 0,9%).

Contato
Fale Conosco