Pular para o conteúdo principal
O que é a Vacina Tríplice Bacteriana?

A Vacina Tríplice Bacteriana, também conhecida como dTpa, é uma vacina acelular do tipo adulto e previne três doenças.

Quais doenças ela previne?

Difteria, tétano e coqueluche.

Como é aplicada?

Intramuscular.

Onde pode ser encontrada?

Ela pode ser encontrada na Imovac, com atendimento domiciliar, nas clínicas privadas de vacinação e nas Unidades Básicas de Saúde. *

Indicação:

Crianças a partir de 4 anos, adolescentes, adultos e idosos.**

Contraindicações da Vacina Tríplice Bacteriana:

Pessoas que tiveram anafilaxia ou sintomas neurológicos provocados por algum componente da vacina ou após a aplicação de dose anterior.

Possíveis Reações:

Crianças de 4 a 9 anos de idade: Irritabilidade, sonolência, reações no local da injeção (incluindo dor, vermelhidão e inchaço), cansaço.

Adultos, adolescentes e crianças acima de 10 anos de idade: Dor de cabeça, reações no local da injeção (incluindo dor, vermelhidão e inchaço), fadiga, mal-estar.

Reações comuns:

Crianças de 4 a 9 anos de idade: Perda de apetite, dor de cabeça, diarreia, vômito, distúrbios gastrointestinais, febre maior ou igual a 37,5 ºC (incluindo febre acima de 39ºC).

Adultos, adolescentes e crianças acima de 10 anos de idade: tontura, náusea, distúrbios gastrointestinais, febre maior ou igual a 37,5 ºC, reações no local da injeção (como inchaço no local de injeção e abscesso estéril no local de injeção).

Reações incomuns:

Crianças de 4 a 9 anos de idade: Infecções do trato respiratório superior, distúrbios na atenção, conjuntivite, erupções cutâneas, outras reações no local de injeção (como enduração), dor.

Adultos, adolescentes e crianças acima de 10 anos de idade: Infecções do trato respiratório superior, faringite, aumento ou surgimento de gânglios próximo à região do local da vacinação (linfadenopatia), desmaio, tosse, diarreia, vômito, suor excessivo, coceira, dor e rigidez nas articulações, dor e rigidez muscular, febre acima de 39ºC, doença semelhante a de gripe.

Reações raras: Infecções do trato respiratório superior, faringite, aumento ou surgimento de gânglios próximo à região do local da vacinação (linfadenopatia), desmaio, tosse, diarreia, vômito, suor excessivo, coceira, dor e rigidez nas articulações, dor e rigidez muscular, febre acima de 39ºC, doença semelhante a de gripe.

Cuidados antes, durante e após a aplicação da Vacina Tríplice Bacteriana:

Febre: A vacinação deve ser suspensa caso a pessoa apresente febre.  

Reação de Arthus: Havendo uma reação muito acentuada no local de aplicação (Arthus), é considerável observar o intervalo de dez anos após a aplicação da última dose da vacina para administrar a dose de reforço.

Dor: As dores no local de aplicação podem ser aliviadas com compressas frias. Nos casos de dores mais acentuadas, consulte o seu médico para o uso correto de medicação.

Sintomas Prolongados: Os sintomas persistentes, que duram por mais de 72 horas, devem ser pesquisados para a verificação de outras causas.

Quantas doses tomar?

É recomendada para reforço a partir de 4 anos de idade, na adolescência, em adultos e idosos.

Crianças com mais de 7 anos, adolescentes e adultos que não tomaram, ou sem registro de três doses de vacina contendo o toxóide tetânico anteriormente, devem tomar uma dose de dTpa seguida de duas ou três doses da dT.

Às gestantes é recomendada uma dose de dTpa, a cada gestação, a partir da 20ª semana da gravidez. Se não foram vacinadas ao longo da gestação, devem receber uma dose após o parto, o mais rápido possível, de preferência ainda na maternidade.

A tríplice bacteriana também pode ser usada para dose de reforço prevista para os 4-5 anos, na impossibilidade de realizar a dTpa+VIP.

Tem alergia? Veja do que é feita a Vacina Tríplice Bacteriana:

A vacina tríplice bacteriana é inativada, não havendo chance de causar a doença.

Sua composição apresenta toxóides diftérico e tetânico (derivados das toxinas produzidas pelas bactérias que causam as doenças), e componentes da cápsula da bactéria da coqueluche (Bordetella pertussis), sal de alumínio como adjuvante, fenoxietanol, cloreto de sódio e água para injeção.
Vale destacar que a quantidade de toxóide diftérico e de componentes pertussis é menor que na vacina infantil (DTPa).

*A Imovac disponibiliza a vacina para todas as pessoas indicadas para a vacinação pela Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm).

As Unidades Básicas de Saúde disponibilizam para gestantes a partir da 20ª semana de gestação e profissionais da Saúde que trabalham em maternidades e serviços de atendimento aos recém-nascidos.

** A tríplice bacteriana do tipo adulto (dTpa e dTpw) é indicada para o reforço em crianças a partir de 4 anos de idade, adolescentes, adultos e idosos como rotina.

Gestantes também devem receber a vacina a partir da 20ª semana de gestação.

Seguindo a Estratégia Cocoon todas as pessoas que tiverem maior convívio com bebês menores de 2 anos, especialmente bebês com menos de 1 ano, devem se vacinar, incluindo familiares mais próximos, babás, cuidadores e profissionais de saúde.

Contato
Fale Conosco