Pular para o conteúdo principal
O que é a Vacina contra Varicela?

A Vacina contra Varicela é uma vacina atenuada (feita com vírus vivos enfraquecidos) que protege contra a infecção causada pelo vírus Varicela Zoster.

Quais doenças ela previne?

Catapora.

Como é aplicada?

Subcutânea.

Onde pode ser encontrada?

Ela pode ser encontrada na Imovac, com atendimento domiciliar, nas clínicas privadas de vacinação, nas Unidades Básicas de Saúde e nos CRIEs.

Indicação:

Crianças a partir dos 9 meses de vida.*

Contraindicações da Vacina contra a Varicela:

Pessoas que apresentaram anafilaxia originada por qualquer dos componentes da vacina ou após dose anterior.

Gestantes também não são indicadas a tomar a vacina.

Aqueles que apresentam fragilidade do sistema imunológico, seja por doença ou tratamento imunossupressor, devem consultar um médico – na maior parte das vezes, os fatores nocivos causados pela doença são maiores do que o risco apresentado pela vacina.

Possíveis Reações:

Reações muito comuns: dor e vermelhidão no local da injeção, erupções na pele semelhante às da varicela que geralmente aparecem de forma tardia (7 a 10 dias após a vacinação), e somem poucos dias depois, sem deixar sequelas. Podem ou não ser seguidas de febre, por vezes acima de 39°C por 1-2 dias.

Reações comuns: rash cutâneo (erupção na pele), inchaço no local da injeção e febre foram relatados com frequência em estudos conduzidos em adolescentes e adultos.

Reações incomuns: infecção do trato respiratório superior, sintomas semelhantes a rinite, faringite, aumento ou surgimento de gânglios próximo à região do local da vacinação (linfadenopatia), irritabilidade, cefaleia, sonolência, náusea, vômito, coceira, dores musculares e nas articulações, cansaço, mal-estar e febre alta.

Reações raras: conjuntivite, dor abdominal, diarreia, urticária, reações alérgicas (incluindo anafilaxia), convulsões, vasculite. Erupções mais severas na pele e herpes zóster. Uma tendência de maior incidência de dor, vermelhidão e inchaço após a segunda dose da vacina foi observada quando comparada a primeira dose.

*Não se observou nenhuma diferença de perfil de reatogenicidade entre os indivíduos inicialmente soropositivos e os inicialmente soronegativos.

Cuidados antes, durante e após a aplicação da Vacina contra Varicela:

Quimioterapia: Crianças que estão em tratamento contra o câncer, passando por quimioterapia, só podem realizar a vacinação três meses após o término do tratamento.

Transplantados: Crianças que receberam transplante de medula óssea só podem realizar a vacinação de 12 a 24 meses depois do procedimento.

Corticoide: Crianças que tenham feito uso de corticoide (em doses imunossupressoras / 2 mg/kg/dia) por mais de 14 dias, tomar a vacina pelo menos um mês depois da suspensão do uso.

Ocorrências: Ao apresentar ocorrências graves ou inesperadas depois da aplicação, o serviço que realizou a vacinação deve ser informado.

Quantas doses tomar?

No Sistema Público de Saúde, são disponibilizadas duas doses de rotina: na apresentação SCR-V (tetravalente viral) - aplicada aos 15 meses nas crianças que já receberam a primeira dose da tríplice viral - e em formulação isolada, aos 4 anos.

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e a Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) aconselham duas doses da vacina varicela: a primeira aos 12 meses e a posterior entre 15 e 24 meses de idade. Essas doses coincidem com o esquema de vacinação da SCR (Tríplice Viral) e, portanto, o uso da vacina SCR-V (tetravalente viral) pode ser adotado.

Às crianças mais velhas, adolescentes e adultos vulneráveis são indicadas duas doses com intervalo de um a dois meses.

Tem alergia? Confira do que é feita a Vacina contra Varicela:

A Vacina contra Varicela é atenuada, apresentando vírus vivos “enfraquecidos” da varicela. Sua composição também inclui gelatina, traços de neomicina, água para injeção. Não apresenta traços de proteína do ovo de galinha.

* A Vacina contra Varicela é indicada como rotina para crianças a partir de 12 meses. Em casos de surtos, por exemplo, ela também é indicada às crianças a partir de 9 meses. Todas as crianças, adolescentes e adultos que ainda não tiveram catapora devem ser vacinados.

A bula da GSK indica o uso pediátrico e adulto a partir dos 9 meses. Sendo recomendadas duas doses da vacina para garantir proteção máxima. Já a bula da MSD recomenda o uso somente a partir dos 12 meses de idade sem restrição após essa faixa etária.

Contato
Fale Conosco